(011) 2227-9040


(011) 94716-6751

Litotripsia

Terça, 04 de abril de 2017


Litotripsia

Estima-se que 12% da população mundial apresenta cálculos urológicos, sendo duas vezes mais comum em homens e seu pico de incidência ocorre entre os 20 e 40 anos de idade.


É importante lembrar que nem todos os casos exigem tratamento, visto que pedras que são assintomáticas, não obstruem e não causam danos ao trato urinário, podem ser mantidas sob observação. Cerca de 80% das pedras são eliminadas espontaneamente junto com a urina.


Entretanto, estas pedras podem causar dores severas até que sejam eliminadas.

A formação de cálculos pode ocorrer em qualquer parte do aparelho urinário. Eles podem apresentar várias formas e tamanhos em função de sua localização e são classificados conforme sua origem:


• Cálculo Renal: localizado no rim.


• Cálculo Ureteral (superior, médio e inferior): localizado em vias de expulsão dentro dos ureteres.


• Cálculo Vesical: presença de pedras ou material calcificado na bexiga.


Quando uma pedra é muito grande para ser eliminada, ela pode ser quebrada através da Litotripsia, sendo a Intracorpórea para cálculos maiores de 2 cm e a Extracorpórea para cálculos menores de 2 cm.


O cálculo urinário pode indicar problemas no metabolismo e quando não é tratado adequadamente, pode ocasionar infecções e até câncer de bexiga.


Cuide da sua saúde. Visite seu médico regularmente.

 

Voltar